Descobrir

O que visitar | What to see

Igreja do Mosteiro de Santa Clara

Edificada em 1259 sob patrocínio do rei D. Afonso III, a igreja transformou-se no maior exemplar do gótico mendicante de Santarém, fruto dos financiamentos régios da Rainha Santa Isabel e D. Dinis, seu marido. Estes apoios ter-lhe-ão definido não só a estrutura e as amplas dimensões, como o desenvolvimento de uma importante casa monacal (desaparecida depois de 1907). Na primeira metade do século XVII a igreja foi alvo de profundas remodelações que lhe alteraram a forma e a volumetria, nomeadamente a supressão do transepto, a divisão do amplo corpo, um novo teto de caixotões e a aplicação de revestimento azulejar maneirista, retirados no âmbito das campanhas de restauro de meados do século XX. A planta da atual Igreja apresenta três longas naves de oito tramos compostas por altas colunas góticas decoradas com pinturas a fresco e capiteis lavrados, cuja heráldica documenta o patrocínio régio. A iluminação é feita através de uma rosácea e por múltiplas frestas e janelas. Do seu património tumular destaca-se o túmulo gótico de D. Leonor Afonso, professa clarissa e filha bastarda do rei fundador.

  • Temporariamente encerrado


SANTA CLARA CHURCH

Built in the XIII mid-century. is a typical example of Gothic mendicant, highlighting the eight bays marked by tall columns and carved capitals. The lighting is made by a rosette and multiple slits and windows. The closure and demolition of the convent building occurred in the beginning of the XX century, having just been spared the church. The only example of Gothic tumulária here remains belong to a natural daughter of D. Afonso III, Leonor Afonso, who professed here and died. Next to this is the new Ark tomb of D. Leonor Afonso, work XVII century, where his remains lie today.

Rating National Monument: 14/03/1917